O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) destacou, nesta quarta-feira (23), uma nova iniciativa para estimular a participação das mulheres na vida pública nacional. É a campanha Indique uma Mulher, da ONG #ElasnoPoder, que busca incentivar a participação feminina na disputa eleitoral e por posições de liderança dentro do setor público.

Romanelli ressalta que um dos lemas da mobilização é um ensinamento da ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet: “Quando uma mulher entra na política, muda a mulher. Quando muitas mulheres entram na política, muda a política”. “Este movimento é um incentivo importante, como tantos outros, para que o universo feminino tenha participação mais relevante na política”, considera ele.

Para o deputado, a política precisa de uma visão mais humanitária e por isso há a necessidade de maior presença feminina no universo político. Assim, considera ele, as políticas públicas de igualdade podem avançar mais rapidamente. “Ter as mulheres em cargos eletivos e executivos é uma questão quase que obrigatória pelas diferentes visões que elas têm do mundo e das necessidades da sociedade”, ponderou.

Lei

O deputado é um dos autores do projeto de lei 688/2021 que tramita na Assembleia Legislativa do Paraná e pretende instituir um percentual mínimo de mulheres nos Conselhos de Administração de empresas em que o Estado detenha a maioria do capital social com direito a voto. O assunto será objeto de uma audiência pública programada para o dia 09 de março, às 14 horas, de modo virtual.

A proposta de Romanelli é estabelecer que ao menos 30% das cadeiras dos conselhos de administração deverão ser ocupadas por mulheres. Hoje, a participação é de apenas 5%. “O ideal era que não precisássemos desse tipo de legislação, mas infelizmente ainda temos um longo caminho a trilhar na busca pela igualdade de gênero em todas as esferas da sociedade”, afirma.

Imagem: ONG #elasnopoder

da Alep