Em uma reunião realizada de forma remota, o deputado Delegado Francischini (PSL) foi eleito presidente da Comissão Especial, instalada na Assembleia Legislativa do Paraná para apurar possíveis irregularidades no cumprimento da ordem de vacinação contra a Covid-19 no Paraná. Os integrantes do grupo de trabalho também elegeram o deputado Delegado Jacovós (PL) como vice-presidente e o deputado Hussein Bakri (PSD) o relator.

Integram também a Comissão Especial, na condição de titulares, os deputados Michele Caputo (PSDB), Arilson Chiorato (PT), Tiago Amaral (PSB) e Nelson Justus (DEM).

Já os suplentes são os deputados Emerson Bacil (PSL), Galo (PODE), Paulo Litro (PSDB), Tadeu Veneri (PT), Artagão Júnior (PSB), e Anibelli Neto (MDB).

“Essa Comissão vem para construir e não destruir. Para levar os nomes de pessoas irregularmente vacinadas aos órgãos de persecução criminal e ajudar os prefeitos e vereadores que querem construir um Paraná com vacina, que volte ao trabalho, um Paraná que seja referência nacional, afirmou Francischini. “O objetivo é colher informações e o importante é corrigir desvios na imunização em um momento em que a vacina se confirma como o melhor caminho para sairmos dessa crise sem precedentes, que atinge os mais diversos setores da sociedade”, explicou.

Da Assembleia legislativa.