Entre inúmeros projetos para a Segurança Pública, um chamou a atenção do deputado Coronel Lee (PSL), o Defender-X. Esse sistema permite que o criminoso seja descoberto antes mesmo de cometer o delito. Basta uma câmera de segurança, seja aonde for, detectar uma oscilação no nível de estresse do suspeito, combinado a outros 50 parâmetros analisados em cada indivíduo e pronto: pode abordar, mesmo estando em meio a uma multidão.

Essa tecnologia foi criada pelos japoneses e já está disponível em diversos países, inclusive em áreas de conflitos, como Israel. Segundo criadora da tecnologia, “é possível detectar uma pessoa com alto potencial de ser suspeita entre muitas pessoas em pelo menos 3 segundos”.

O software é instalado em câmeras já existentes nas ruas, sejam do Poder Público ou de terceiros, o que barateia o custo de aquisição. “É uma tecnologia de ponta em favor da Segurança Pública do Paraná que conseguimos trazer, por meio de contatos com a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Japão e o Consulado do Japão em Curitiba”, frisa o Deputado Coronel Lee. “Esse primeiro ano será de testes de implantação, tendo Curitiba como ‘prova conceito’. Posteriormente irá para outros grandes centros urbanos e depois para todo o estado do Paraná”, explicou ele.

“Pega geral” – O fabricante lembra que esse sistema começou a ser utilizado nos Jogos Olímpicos de Sochi, na Rússia, em 2014, onde monitoraram mais de dois milhões de pessoas, sendo que 92% das pessoas que foram detectadas como suspeitas pelo Defender-X tiveram o motivo da recusa de entrada. Dentre eles, 72% portavam drogas, álcool ou armas, enquanto 8% apresentaram comportamentos “inusitados” e outros 20% de outros motivos, como falta de ingresso. O erro de análise e tomada de decisão (probabilidade de erro) foi de 8% de pessoas detectadas por engano.

Semana de apresentações – O Defender-X desembarcou no Paraná na última segunda-feira (14), junto com uma comitiva japonesa que esteve no Estado. Recepcionados pelo deputado, os japoneses apresentaram a tecnologia para a Polícia Civil e na terça (15) para o Comando Geral da Polícia Militar do Paraná, presencialmente e por videoconferência direta com o Japão.

O deputado comemorou a visita da comitiva japonesa. “Foi um começo de semana muito proveitoso, com conversas para efetivamente implantarmos o Defender-X em nosso estado. Esse primeiro momento vai permitir explorarmos bem essa tecnologia e aprimorá-la para nosso uso para levarmos para mais cidades”, pontuou. “O que mais nos agrada é o fato de não precisar de câmeras novas, mas usar os sistemas que já existem em muitas cidades do nosso estado. Assim ficará mais rápida, fácil e barata a implantação. Queremos um estado mais seguro para nosso povo de bem e estamos trabalhando diuturnamente para isso”, finalizou.

Da Assembleia legislativa.