Encerrou-se, nesta quarta-feira (16), a Marcha das Margaridas, movimento que ecoa os anseios das mulheres brasileiras por direitos, igualdade e justiça. Ao lado da Caixa Econômica Federal e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (SEBRAE), o Conselho Nacional do SESI (CNSESI) figura o evento entre as entidades apoiadoras. São instituições que desempenham papel fundamental no fortalecimento das ações que contribuem para o aumento da participação feminina em instâncias de decisão nas empresas.

Sob o lema: “Pela Reconstrução do Brasil e pelo Bem Viver”, a 7ª edição da Marcha das Margaridas trouxe à tona demandas históricas das mulheres, com destaque aos desafios que ainda enfrentam. Nesse contexto, o CNSESI encontrou uma oportunidade para contribuir com uma ação de grande porte com o intuito de melhorar as condições de vida e trabalho das mulheres, fortalecendo assim a luta coletiva por uma sociedade mais justa e igualitária.

Esta não é a única ação do Conselho Nacional do SESI em prol dos direitos das mulheres. No último 31 de julho, o presidente do Conselho Nacional do SESI, Vagner Freitas se reuniu com a ministra de Estado da Mulher, Cida Gonçalves, onde apontaram para a consolidação de uma parceria para fortalecimento das mulheres vítimas da violência por meio de qualificação.

No encontro com a ministra Cida Gonçalves, Vagner Freitas frisou que não medirá esforços para concretizar parcerias em ações que tenham o objetivo de empoderar as mulheres. De acordo com o presidente do Conselho Nacional do SESI, não basta apenas o apoio a eventos semelhantes à marcha, é necessário que se “conscientize os homens sobre os males do machismo e da misoginia, para chegar à uma mudança de mentalidade coletiva, sedimentando uma sociedade mais justa e igualitária”.

do CNSESI