Os colégios estaduais vão distribuir nesta sexta-feira (14) produtos da agricultura familiar para as famílias mais vulneráveis da comunidade escolar. Esta é a quarta entrega de alimentos do ano, mas ao contrário das três primeiras  não terá itens não perecíveis dos estoques das escolas (como nas duas primeiras) ou um kit específico, como aconteceu no último dia 30 de abril.

A entrega também vai ocorrer nas 200 escolas que retomaram as aulas presenciais na segunda (10), mas nestas será em quantidade menor – variando de escola para escola –, uma vez que uma parte desses alimentos será reservada para serem servir aos estudantes.

Ao todo serão distribuídos 1.515.322 de quilos (1,5 mil toneladas) de frutas, legumes e hortaliças frescas da agricultura familiar que variam de acordo com a região (podendo conter outros itens como leite e pães) em um investimento de R$ 4.797.916,00.

QUEM PODE RECEBER — Os beneficiários são os inscritos no CadÚnico. Neste ano a entrega é de um kit por família, e não de um kit por estudante, como foi em 2020. Pode acontecer de o inscrito no CadÚnico estar fora da lista dos beneficiários, caso os dados cadastrados estejam diferentes dos que constam no SERE (Sistema Estadual de Registro Escolar) , como o nome, data de nascimento ou CPF.

Outro exemplo é o caso de cadastros novos: se a inscrição no Cadastro Único do governo federal é recente, o nome pode não constar na lista atual.

São cerca de 222 mil beneficiários e o representante da família só poderá fazer a retirada na escola onde o aluno está matriculado.

FUTURA ENTREGA – A próxima distribuição está prevista para daqui duas semanas, no dia 28, e deve conter kits de alimentos não perecíveis já adquiridos pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar). Cada kit é composto por 2 quilos de arroz, 1 quilo de feijão, 1 quilo de macarrão, 1 quilo de fubá, 1 quilo de açúcar e 1 litro de óleo de soja.

AEN.