A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), por meio da empresa Caiuá Assessoria, responsável pela implantação, operação e gestão do pátio de veículos recolhidos em ações de fiscalização em Londrina, realizará no dia 6 de novembro, às 9h, o segundo leilão público de 2023. O cadastramento dos interessados em participar das negociações, assim como o registro de pré-lances para cada bem, poderá ser feito já a partir da próxima segunda-feira (30), também às 9h, na página www.nogarileiloes.com.br.

A serem realizados exclusivamente pela internet, no mesmo site, os arremates irão ocorrer na modalidade maior lance, com ofertas iniciais a partir de R$ 1 mil, no caso de motocicletas; entre R$ 2,5 mil e R$ 20 mil, na categoria automóveis; e de R$ 150 a R$ 8 mil para lotes do tipo sucata, cujo retorno às ruas é proibido conforme o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN).

A previsão é que sejam leiloados, no total, 507 itens. Dentre os classificados como conservados, isto é, aqueles que têm condições de voltar a circular depois de cumpridos os procedimentos administrativos e de transferência de propriedade por parte dos arrematantes, 71 são automóveis e 56 são motocicletas. Há também um caminhão Scania modelo 111, conhecido como “Jacaré”.

Já entre os enquadrados como sucatas, que não têm direito à documentação e transferência, 194 são veículos de passeio, 183 são motocicletas e dois são caminhões. Todas as unidades, capazes ou não de rodarem no trânsito, serão comercializadas no estado de conservação em que se encontram, sem qualquer garantia da CMTU ou da Caiuá Assessoria.

Ao realizar o cadastro no site oficial do leilão, o interessado declara ter pleno conhecimento dos termos e condições da venda, ciente de que é de sua inteira responsabilidade a análise prévia aos lotes. Os veículos e sucatas a serem negociados poderão ser conferidos antecipadamente, mediante agendamento, no pátio do município. O depósito está localizado na rodovia Luiz Beraldi, nº 9855, e as visitas poderão ser feitas de 28 de outubro a 1º de novembro, entre 9h e meio-dia e das 13h30 às 16h.

Para marcar data e horário de visitação, o futuro comprador deverá entrar em contato pelo telefone (43) 3344-9855 ou WhatsApp (43) 98837-2787, informando nome completo, número de celular ou fixo, RG e CPF. Caso queira, o interessado poderá solicitar o link de localização do pátio, situado próximo à PR-445, que fornece as coordenadas de direção cadastradas no Google Maps.

Avaliação – Na opinião do gerente de Fiscalização de Trânsito da CMTU, Jonas Rico, a realização do certame mostra transparência e credibilidade do poder público nas atividades de patrulhamento em Londrina. Ele destacou que a legislação determina que todo veículo retirado de circulação, não reclamado pelo proprietário no prazo de 60 dias, é passível de ser leiloado.

“Esse procedimento garante redução nos custos de armazenamento dos itens, evita a deterioração dos automóveis apreendidos e reduz o número de carcaças abandonadas em vias públicas, já que as sucatas arrematadas são imediatamente desmanchadas ou doadas”, afirmou.

Rico ressaltou que as apreensões contribuem para um trânsito mais seguro e fluído à medida que retiram das ruas carros sem condições de trafegabilidade. “Os encaminhamentos ao pátio e, posteriormente, ao leilão, obedecem todos os ritos legais. Esses processos eliminam problemas de estacionamento irregular, de falta de visão em cruzamentos e até colaboram para a manutenção da saúde pública, uma vez que veículos abandonados podem servir de criadouros para o mosquito da dengue”, frisou.

Serviço – Localizado na zona sul da cidade, o depósito da CMTU recebe veículos classificados como sucatas, abandonados em via pública, bem como os apreendidos em ações de fiscalização dos agentes de trânsito e da Guarda Municipal (GM), com apoio da Polícia Militar (PM).

As instalações, que podem receber mais de 1.000 carros, possuem amplo espaço livre e 3.200 metros quadrados de área construída. O local abriga o setor administrativo, onde funciona o atendimento à população e a gestão operacional, além do barracão e do pátio para onde são encaminhados os automóveis recolhidos.

Histórico – Desde que passou a funcionar, em julho de 2021, o serviço de pátio registrou o recebimento de 5.607 itens, sendo 4.106 automóveis nas mais diversas condições; 1.468 motocicletas e 33 caminhões. Deste total, 4.682 unidades foram liberadas, incluindo as 456 negociadas no primeiro leilão do contrato, executado em janeiro desse ano. Na ocasião, foram disponibilizadas para arremate 92 peças classificadas como conservadas, além de 364 na categoria sucata.

da assessoria