As BR-376 e BR-277, principais rodovias federais que ligam Curitiba ao Litoral do Paraná e à Santa Catarina, permanecem com bloqueios preventivos na manhã desta segunda-feira (13). As interdições visam a segurança dos usuários e ocorrem em função das chuvas, conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A BR-376, principal via de acesso do Paraná à Santa Catarina, foi totalmente bloqueada no fim da noite deste domingo (12), devido às chuvas. A interdição ocorre em ambos os sentidos, na região da Serra do Mar, e não há previsão de liberação, de acordo a Arteris Litoral Sul, que administra o trecho.

Há duas opções de retorno aos motoristas: no km 633, em Sao José dos Pinhais, e no km 648, em Tijucas do Sul.

Já do lado catarinense, o bloqueio total ocorre no km 1,3 da BR-101, na praça de pedágio de Garuva. Ainda conforme a concessionária, há uma opção de retorno no km 1,7 da rodovia.

A liberação da BR-376 depende da melhora nas condições do tempo.

Aos motoristas que pretendem seguir viagem, as BR-116 e a BR-470 são opções de rotas alternativas.

BR-277

A BR-277 apresentou um grave afundamento de pista na semana passada e, desde então, o trânsito flui por meio de um desvio operacional. As trincas que apareceram no pavimento ficam na altura do km 33,5 em Morretes, no sentido Litoral do estado.

Na última quarta-feira (8), engenheiros e geólogos do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) condenaram a rodovia.

No último final de semana, equipes remendaram as trincas com massa asfáltica e posicionaram lonas às margens da pista. Os reparos superficiais visam conter o avanço dos estragos.

Conforme a PRF, o O trânsito na BR-277 segue por meio de um desvio operacional nesta segunda-feira (13), no trecho que apresentou rachaduras no pavimento, em pista simples.

Também há pontos de bloqueio em pista simples nos km 41 e 42, onde ocorrem obras emergenciais por conta dos deslizamentos de rochas e terra, ainda no ano passado.

A BR-277 é a principal ligação com o Porto de Paranaguá e o fluxo de veículos é intenso, especialmente pelo escoamento da safra de grãos paranaense.

informações do Paraná Portal