Desde a manhã desta segunda-feira (6), os estudantes da rede pública estadual vêm tendo aulas remotas por meio de um sistema de Educação a Distância (EaD) desenvolvido pelo Governo do Estado. O modelo, que pode ser acompanhado pela RIC na TV aberta, pelo YouTube ou pelo aplicativo Aula Paraná, recebeu o apoio da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Hussein Bakri (PSD). Segundo ele, essa é a melhor solução para que os cerca de um milhão de alunos não tenham seu processo de ensino e aprendizagem prejudicado devido à pandemia do coronavírus.

“Fui procurado pelo secretário Renato Feder e, de imediato, externei o apoio da Comissão de Educação e também dos deputados da base aliada. O momento enfrentado hoje foge totalmente ao nosso controle e, portanto, qualquer medida no sentido de minimizar o impacto sobre os nossos estudantes é bem-vinda. Essas aulas remotas darão tranquilidade também aos pais, de saberem que seus filhos não deixarão de aprender nenhum conteúdo previsto na grade curricular mesmo com as escolas fechadas”, afirmou Hussein Bakri, que é Líder do Governo Ratinho Junior (PSD) na Assembleia.

Na última semana, o Conselho Estadual de Educação aprovou a implantação da EaD nas escolas do Paraná por 17 votos a 1 – o único contrário foi da APP-Sindicato. O órgão entendeu que a medida foi desenvolvida respeitando a Constituição Federal e o conceito de amplo acesso à educação. Além disso, levou em conta a excepcionalidade do momento, uma que vez os colégios só serão reabertos quando a situação envolvendo o coronavírus for considerada segura pelas autoridades sanitárias.

Uma forma de assistir às aulas é nos canais vinculados à RIC, afiliada da Rede Record no Paraná. São três canais diferentes: um para o sexto e o sétimo ano do Ensino Fundamental, outro para o oitavo e o nono ano e um terceiro para o Ensino Médio. Os números para sintonização seguem o padrão ponto 2, ponto 3 e ponto 4. Por exemplo: em Curitiba, a transmissão será nos canais 7.2, 7.3 e 7.4. Essas videoaulas são exibidas simultaneamente no YouTube, onde também ficam arquivadas para serem vistas a qualquer momento.

Também será possível acompanhar o conteúdo pelo aplicativo Aula Paraná, que está em fase final de implantação e começará a funcionar nos próximos dias. Lá, além de assistir às aulas, os alunos poderão interagir com seus colegas e professores em tempo real, em um chat que funcionará como uma espécie de “sala de aula virtual”. O professor terá liberdade para enviar materiais de estudo e links que ajudem a complementar o conteúdo e também poderá definir atividades extras a serem realizadas pelos estudantes.

É importante destacar que o Aula Paraná não consumirá dados de 3G e 4G e poderá ser acessado, inclusive, em celulares pré-pagos, já que o Governo do Estado está providenciando pacotes junto às operadoras. “Estamos passando por um período excepcional, que também exige medidas excepcionais. As aulas EaD são a solução que encontramos para que os estudantes do Paraná não tenham seu ano letivo prejudicado por conta do coronavírus. A equipe da secretaria está trabalhando muito para que o conteúdo chegue com qualidade aos nossos alunos neste momento tão difícil”, explicou o secretário Renato Feder.

Informações/Imagem: Assessoria de Imprensa