A Assembleia Legislativa do Paraná vai solicitar a abertura de investigação pelo Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber) da Polícia Civil para identificar e responsabilizar a autoria de fakenews e ataques divulgados nas redes sociais contra o primeiro vice-presidente, deputado Tercilio Turini (CDN). Montagens maldosas e criminosas de vídeo  distorcem os fatos e a verdade, prejudicando a imagem e colocando em risco as prerrogativas do Poder Legislativo paranaense.

O vídeo traz declarações fora de contexto, que induzem a interpretações erradas com claro objetivo de atacar a honra do deputado Tercilio Turini.

A Assembleia Legislativa do Paraná repudia as ações criminosas e desafia os autores a virem a público para o embate limpo e democrático.

“A Assembleia não vai se intimidar, atuando com firmeza pela punição do autor de fakenews e de quem propagar falsas informações. Isso é crime. O Poder Legislativo não pode ser covardemente atacado, assim como nenhum cidadão ou instituição. A Assembleia tem legitimidade para decidir sobre projetos de lei, os deputados são eleitos pelo voto popular.

“Fakenews de inescrupulosos que não têm coragem de vir a público para se manifestar não podem ficar impunes”, diz o primeiro vice-presidente da Assembleia, deputado Tercilio Turini.

da ALEP Notícias