Escolas da rede municipal de ensino de Curitiba devem ter aulas presenciais retomadas somente no mês de agosto, para evitar a transmissão do novo coronavírus entre alunos, professores e funcionários das instituições. A decisão sobre a continuidade da suspensão das atividades em Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), Centros Municipais de Atendimento Educacional Especializado (CMAEEs) e Centros de Educação Infantil (CEIs) de Curitiba foi anunciada nesta terça-feira (28), pelo prefeito Rafael Greca (DEM). “Esse vírus mata, já somamos 17 óbitos”, ressaltou Greca. De acordo com a prefeitura, a data exata de retorno dependerá da evolução dos casos de covid-19 na cidade.

Até lá, a orientação aos estudantes que cumprem o isolamento social é continuar acompanhado as videoaulas com os conteúdos das disciplinas de matemática, língua portuguesa, robótica, geografia, educação física, arte, ciências, história, ensino religioso, literatura, direitos humanos e família, além da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Todo o conteúdo, que faz parte do currículo da rede municipal, será retomado no retorno das aulas presenciais, informa a Secretaria de Educação.

“As crianças não retornarão às unidades para fazer provas desses conteúdos. Elas receberão mediação presencial, para rememorar o que viram, o que aprenderam. Os professores levarão as crianças e os estudantes adiante com mais desafios ou com mais auxílio se assim necessitarem”, explica a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila.

Onde assistir?

As aulas a distancia são exibidas pelo canal 9.2 UHF da TV Paraná Turismo, das 8h às 21h, de segunda-feira a sábado, ou pelo canal TV Escola Curitiba no YouTube. Conforme a prefeitura, já são mais de 37,5 mil inscritos e 1,6 milhão de visualizações desde o início das atividades, no dia 13 de abril.

A rede municipal de ensino de Curitiba atende atualmente 145 mil estudantes, matriculados em 185 escolas, 230 CMEIs e 95 Centros de Educação Infantil contratados.

Informações/Imagem: Tribuna do Paraná