Com cerca de 30 mil habitantes, o município de Imbituva exibe um alto número de casos confirmados de coronavírus. Segundo dados desta segunda-feira (1), são 32 casos positivos. Desse total, 27 pacientes já cumpriram o período de isolamento e não apresentam mais sintomas, e cinco apresentam sintomas e estão em isolamento domiciliar.

Comparado com outros municípios dos Campos Gerais, o caso de Imbituva fica ainda mais nítido. Palmeira, por exemplo, tem 33 mil habitantes e conta com apenas quatro casos da Covid-19, segundo dados de segunda-feira (1) da Secretaria de Saúde do Paraná (SESA). Carambeí tem pouco mais de 22 mil habitantes e confirmou, até o mesmo dia, o terceiro caso da doença. E Arapoti, que tem cerca de 28 mil habitantes, conta com apenas um caso positivo de coronavírus, de acordo com a SESA.

Testes

Na opinião da secretária municipal de Saúde, Lisiane Moleta, o alto índice de Imbituva é resultado de um alto número de testagens. “O Estado está dispondo de testagem em massa na população. Então, quanto mais testes, mais casos”, afirma.

De acordo com ela, são realizados dois tipos de testes no município: os testes rápidos, cedidos pelo Estado e executados no município, e os exames de PCR, cujas amostras são encaminhadas para a regional e depois seguem para o Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen).

Ações

A secretária destaca que as equipes de saúde do município receberam orientações sobre a pandemia logo no início da chegada do vírus, e que a população também recebeu informações sobre o coronavírus. “Desde o inicio da pandemia, todas as equipes de saúde receberam orientações, sendo atualizadas constantemente. Além disso, foram distribuídos panfletos com orientações à população. Sem falar no decreto do uso obrigatório de máscaras no município, em que contamos com a parceria de algumas empresas e a Secretaria de Saúde fez a distribuição de máscaras à população mais carente”, explica.

Entre outras ações tomadas para conter o avanço da pandemia, a secretária menciona ainda o decreto com toque de recolher entre 21h e 6h, a redução do horário do comércio, restrições no número de pessoas e a obrigação de cuidados de higienização. O município, segundo ela, também exigiu Planos de Contingência dos estabelecimentos pela Vigilância Sanitária e intensificou as fiscalizações.

Encaminhamento

Os pacientes que desenvolvem a Covid-19 em Imbituva são encaminhados para o Hospital Universitário Regional de Ponta Grossa e para o Hospital do Rocio, em Campo Largo. Lisiane informa que os casos positivos são monitorados e acompanhados diariamente pela equipe de saúde local.

Atualmente, uma paciente de Imbituba, de 44 anos, evoluiu para um quadro grave e está internada na UTI do Hospital Universitário Regional de Ponta Grossa. Segundo a secretária, a mulher também é portadora de diabetes mellitus insulinodependente.

Por Matheus Fanchin com Informações: Secretaria de Saúde de Imbituva | Foto: Prefeitura de Imbituva