O advogado-geral da União, Jorge Messias, anunciou na noite desse domingo (10) a abertura de um procedimento contra o jornalista Alexandre Garcia por promover, segundo ele, “uma campanha de desinformação” sobre os responsáveis pelas mortes provocadas pelas chuvas no Rio Grande do Sul na semana passada.

“É inaceitável que, nesse momento de profunda dor, tenhamos que lidar com informações falsas”, escreveu o ministro no X (antigo Twitter).

No programa “Oeste Sem Filtro”, da Revista Oeste, na última sexta-feira (8), Garcia disse que era “preciso investigar, porque não foi só a chuva” que causou enchentes no Rio Grande do Sul e a morte de pelo menos 46 pessoas.

“No governo petista foram construídas, ao contrário do que recomendavam as medições ambientais, três represas pequenas, que aparentemente abriram as comportas ao mesmo tempo. Isso causou uma enxurrada”, afirmou o ex-repórter e comentarista da TV Globo. “Isso causou uma enxurrada parecida com aquelas que acontecem aqui perto de Brasília, na Chapada dos Veadeiros, e que levam as pessoas e que matam pessoas porque a água vem de repente”, acrescentou.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

leia a matéria completa no Congresso em Foco