O chefe negociador da Ucrânia nas conversas com a Rússia, Mykhailo Podolyak, afirmou nesta quinta-feira (17) que um acordo para por fim aos ataques no país pode ser possível em cerca de 10 dias.

“Poderiam ser necessários poucos dias, mais ou menos uma semana e meia, para encontrar um acordo sobre os pontos mais controversos. A assinatura de um acordo colocará fim à fase aguda do conflito, nos permitirá honrar todos aqueles que foram assassinados e iniciar a reconstrução do país. Mas, duvido que para os ucranianos a guerra vai acabar ali, não depois de tudo que passamos”, disse.

Na última quarta-feira (16), o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, afirmou que as negociações estão se tornando “mais realistas”, enquanto o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, mencionou que há “alguma esperança de compromisso”.

O Kremlin afirmou que os lados estão discutindo um status para a Ucrânia semelhante ao da Áustria ou da Suécia, membros da União Europeia que estão fora da aliança militar ocidental Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

do IG      Foto: REUTERS/Bernadett Szabo